ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sintergs quer agilidade do governo para reestruturar carreiras de servidores

Projeto que valoriza carreira de analistas de projetos e políticas públicas, especialistas em saúde e extranumerários recebeu parecer favorável da Secretaria de Planejamento
Da Redação / Publicado em 22 de junho de 2022

Envios diários

Envios diários

Foto: Bruna Karpinski/ Sintergs/ Divulgação

Em audiência no dia 20 de abril, governo se comprometeu em realizar encontros por categorias de servidores

Foto: Bruna Karpinski/ Sintergs/ Divulgação

A diretoria do Sindicato dos Servidores de Nível Superior do Rio Grande do Sul (Sintergs) entregou nesta quarta-feira, 22, ofício na Casa Civil, exigindo reunião prometida pelo governador Ranolfo Vieira Júnior para retomar as negociações sobre a reestruturação da carreira dos servidores públicos do estado.

O sindicato pretende tratar do projeto de reestruturação das carreiras de analistas de projetos e políticas públicas, dos especialistas em saúde e extranumerários.

Na última audiência com a representação dos servidores, no dia 20 de abril, o governador se comprometeu em realizar encontros individuais com os representantes dos sindicatos. Nesse encontro foi discutido o percentual de aumento para os servidores públicos estaduais.

“Estamos há dois meses cobrando a data da reunião. Temos a máxima urgência em tratar do projeto de reestruturação das carreiras elaborado pelo sindicato”, ressalta Antonio Augusto Medeiros, presidente do Sintergs.

A proposta para alterar o plano de carreira dos servidores foi apresentada pelo Sintergs ao governo em junho de 2021 e recebeu parecer positivo da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG). Apesar da pressão da entidade, o governo ainda não retomou a pauta.

No encontro que está reivindicando com o governador, o sindicato pretende tratar ainda das promoções e da conversão do tempo especial em tempo comum para aposentadoria e benefícios previdenciários.

Na Saúde, irá cobrar a concessão da gratificação de dedicação exclusiva e, na Agricultura, a ampliação da Gratificação de Estímulo à Defesa e ao Fomento Agropecuário (GDEFA).

Nomeações e promoções de servidores

O Sintergs também cobrou do governo a viabilização das promoções dos servidores e a homologação dos concursos antes do período eleitoral, em ofício entregue na terça-feira, 21, na Casa Civil.

“Exigimos do governador Ranolfo Vieira Júnior o cumprimento da palavra em receber o sindicato para discutir os temas específicos da categoria”, reitera Medeiros.

No documento, o sindicato argumenta que as promoções devem amenizar as perdas salariais, que ultrapassam 54% em sete anos, mesmo com os 6% de reajuste.

Comentários