EDUCAÇÃO

Ulbra: assembleia aprova negociação de verbas rescisórias

Professores definiram e assembleia no final de julho por reiniciar novas negociações ante descumprimento de acordo anterior sobre 172 rescisões ocorridas 2019
Da Redação / Publicado em 1 de agosto de 2020
Entrada do campus Canoas da Ulbra, uma das instituições mantidas pela Aelbra, que está em processo de Recuperação Judicial

Foto: Banco de Dados Ulbra/ Divulgação

Entrada do campus Canoas da Ulbra, uma das instituições mantidas pela Aelbra,
que está em processo de Recuperação Judicial

Foto: Banco de Dados Ulbra/ Divulgação

Devido ao descumprimento por parte da Aelbra, mantenedora da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), do acordo relativo a verbas rescisórias de professores desligados da Universidade em 2019, o Sinpro/RS realizou Assembleia para que a categoria decidisse sobre a abertura de novas negociações para a definição das condições de pagamento dos direitos rescisórios dos docentes que estão sendo demitidos neste final de semestre.

Na Assembleia virtual realizada no dia 29 de julho, os professores aprovaram por ampla maioria o estabelecimento de negociação do Sindicato com a Aelbra com vistas à definição de uma proposta para quitação dos direitos trabalhistas relativos a essas 172 rescisões.

Uma reunião solicitada pelo Sinpro/RS para o início das tratativas com os representantes da Aelbra foi agendada para o dia 3 de agosto – após o fechamento desta edição.

Comentários

Siga-nos