Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 043| Ano 5| Jul 2000
ENSINO PRIVADO
ENSINO PRIVADO

Sinpro-RS restitui imposto sindical

Os professores associados ao Sinpro/RS recebem, a partir deste mês, a restituição de 60% do Imposto Sindical que foi descontado do salário de março. Este desconto é compulsório e corresponde a um dia de trabalho. Recolhido pela Caixa Econômica Federal, é distribuído, em maio, sem nenhuma correção, entre o sindicato (60%), a Conta Especial Emprego e Salário do Ministério do Trabalho (20%); a Federação (15%) e a CNTEC (5%).

Todo professor que se filiar ao Sinpro/RS até o dia 31 de agosto terá a restituição do Imposto Sindical garantida. A devolução está sendo realizada pelos diretores do sindicato nas escolas em que os associados trabalham.

Este é o oitavo ano consecutivo que o Sinpro/RS restitui o Imposto Sindical ao seu quadro social. Luiz Afonso Montini, da Secretaria de Finanças e Administração da entidade, diz que a medida faz parte da política do sindicato. “A fórmula tem a marca da decisão consciente de cada professor, que, pelo ato voluntário da sua filiação, decide ajudar na manutenção de sua entidade de classe”, expõe. “Esta atitude contribui para a autonomia sindical”.

O Sinpro/RS também vem trabalhando a diminuição do percentual relativo a Contribuição Assistencial (ou de Dissídio). Discutida em Assembléia Geral, a contribuição referente diretamente a negociação da data-base. Neste ano, o percentual desconto será de 3,75% (2,5% do salário de julho e 1,25% do de setembro). Para se ter uma idéia da redução, em 1994, o desconto era de 8%.

O objetivo do Sinpro/RS, segundo Montini, é de reduzir cada vez mais esta contribuição a medida em que for havendo crescimento no número de associados. Até o fechamento desta edição, o sindicato havia somado 895 professores ao seu quadro social no primeiro semestre deste ano.

Sindicato sorteia viagens

Os professores Claudio Galli, da PUC de Porto Alegre, Ana Lúcia Becker Rohlfes, da Unisc e Mauá de Santa Cruz do Sul, e Flávia Clarici Madche, da Unisinos de São Leopoldo, foram os sócios contemplados com viagens para as cidades históricas, uma das promoções da Campanha de Sindicalização 2000 do Sinpro/RS Conheça seu sindicato e resdescubra o Brasil. O sorteio foi realizado pela Loteria Federal do dia 28 de junho: primeiro prêmio, 16.582; segundo prêmio, 37.964; e terceiro prêmio, 25.551. As viagens são, respectivamente, para Salvador/Porto Seguro, Belo Horizonte/Cidades Históricas e Rio de Janeiro/Petrópolis.

A professora Tânia Mara Cordeiro Gonzalez, do Colégio Projeto de Porto Alegre, foi contemplada, como sócia indicadora (bilhete de número 16.582), com uma viagem para Recife/Olinda.

 

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS