Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 101 | Ano 11 | Abr 2006
EXTRAPAUTA

O jornal Extra Classe completou, em março de 2006, dez anos de publicação ininterrupta e sua centésima edição. Em 25 de março de 1996, na Assembléia Legislativa, o EC estava sendo lançado para a comunidade gaúcha e professores do ensino privado.

extra10foto1Agora, em 2006, em comemoração a esse feito – poucas publicações fora da grande imprensa conseguem se manter por tanto tempo –, o Sinpro/RS e o Jornal realizaram, durante todo o mês, atividades festivas tanto em Porto Alegre como em outras cidades que possuem sede do Sindicato. Entre os convidados: autoridades políticas, agências de publicidade, dirigentes de entidades de classe, repórteres, representantes de governos, os jornalistas fundadores do Jornal. Como anfitriões, a atual equipe que produz o Extra e a direção do Sinpro/RS.

extra10foto2Em Porto Alegre, no dia 20, o coquetel, ocorreu no Salão Átrio do Santander Cultural. O grupo Jazz 6, integrado por Luis Fernando Verissimo, que é colunista do Extra Classe desde a primeira edição, apresentou-se durante a festa. Apesar da timidez, Verissimo falou para o público sobre a importância de uma publicação como esta e recordou seus primeiros dias como colaborador na década passada. O grupo também fez show no saguão da Biblioteca da Unisinos durante a comemoração realizada em São Leopoldo no dia 23. Em todos os eventos foram divulgadas as metas de ampliação do Jornal: venda em bancas e também por assinaturas.

extra10foto3Com grande repercussão na imprensa local, em Rio Grande houve uma maciça presença de professores, autoridades e membros da comunidade. O coquetel foi realizado no Centro Municipal de Cultura Inah Emil Martensen. As festividades foram encerradas em Passo Fundo no Pub 540, no dia 31, também com boa repercussão e participação da sociedade organizada local e dos docentes.

Indiretas para o reitor

A Universidade de Caxias do Sul (UCS) terá novo reitor a partir de maio. O Conselho Diretor da Fundação Universidade de Caxias do Sul escolheu, de forma indireta, no dia 31 de março, o professor Isidoro Zorzi para exercer o cargo no período 2006-2010 e o professor José Carlos Avino como vice. Eles serão empossados no dia 2 de maio. A UCS é a única universidade comunitária do Estado que ainda não possui um sistema de eleições diretas para escolha de seu quadro diretivo. O processo de escolha do reitor iniciou em 15 de fevereiro com a abertura das inscrições de candidatos para composição de listas indicativas. Quatro candidatos se inscreveram: Isidoro Zorzi, José Carlos Köche, Liane Beatriz Moretto Ribeiro e Vanda Melo.

De acordo com informações da própria Universidade, a participação da comunidade acadêmica se dá de forma segmentada. A Associação dos Docentes (ADUCS), a Associação dos Funcionários (AFFUCS), o Diretório Central de Estudantes (DCE) e o Conselho Universitário (Consuni) apresentaram, através de uma consulta, lista indicativa dos nomes inscritos. O Conselho Direitor é formado por representantes do MEC, Governo do Estado, Prefeitura Municipal de Caxias do Sul, Câmara da Indústria, Comércio e Serviços (CIC), Mitra Diocesana, Associação Cultural e Científica Nossa Senhora de Fátima e a Universidade de Caxias do Sul.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS