Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 206 | Ano 21 | AGO 2016
ENSINO PRIVADO
EDUCAÇÃO SUPERIOR

O Sinpro/RS criticou o novo processo de demissão de professores nas instituições de educação superior do Rio Grande do Sul. Em apedido, publicado no último dia 25 de julho no jornal Zero Hora (página 13), o Sindicato destaca: “É evidente que a redução do número de alunos e de créditos contratados tem reflexos na empregabilidade, mas é injustificável o fato de que sejam demitidos prioritariamente os professores com maior titulação e maior tempo de casa”.

Na manifestação pública, o Sindicato diz que “considera as dificuldades enfrentadas pelas instituições e que está sintonizado com as necessidades da regularização dos repasses do Fies (Programa de Financiamento Estudantil), mas repudia políticas de demissão que precarizam as condições de trabalho e promovem a superlotação de salas de aula”.

Apenas em uma grande instituição da Região Metropolitana, foram mais de 60 dispensas de docentes em julho, em sua maioria profissionais com maior titulação e tempo de casa. “Uma atitude que penaliza os professores e seu esforço pela qualificação, bem como os alunos em relação à qualidade de ensino”, avalia Marcos Fuhr, diretor do Sinpro/RS.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS