GERAL

Panvel se desculpa por publicação de empresário sobre Jean Wyllys

Presidente do Grupo Dimed, Julio Mottin Neto, disse que Jean não faria falta, após anúncio de sua saída do país. O empresário desativou seu perfil no Twitter com a repercussão do caso
Da redação / Publicado em 25 de janeiro de 2019

Foto: reprodução.

Perfil do empresário foi desativado nesta sexta-feira, 25

Foto: reprodução.

A rede de farmácias Panvel emitiu nesta sexta-feira, 25 de janeiro, uma nota oficial em que se desculpa pela publicação do presidente do Grupo Dimed, que controla a rede, o empresário Julio Mottin Neto. Em seu perfil oficial no Twitter, na última quinta-feira, 24, Neto publicou que o deputado federal Jean Wyllys (Psol) “não vai fazer falta”, em alusão a declaração do político sobre deixar o país e abandonar o cargo após receber ameaças de morte.

As reações contrárias surgiram ainda na madrugada de quinta para sexta-feira, também nas redes sociais com o uso da hashtag #PanvelNãoVaiFazerFalta. Na mesma madrugada, o empresário desativou sua conta no Twitter, tão logo o assunto ganhou proporções maiores, com a republicação do texto de Neto pelo cineasta Otto Guerra, o diretor e ator de teatro Zé Adão Barbosa e a deputada Manuela D’Ávila, entre outros usuários que incentivavam o boicote à Panvel.

A rede de farmácias Panvel pertencente ao grupo Dimed, com sede em Porto Alegre. A empresa possui 5 mil colaboradores e mais de 400 lojas distribuídas por diversas cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Até a tarde desta sexta-feira, 25, Julio Mottin Neto não havia se manifestado sobre o caso.

Comentários

Siga-nos