POLÍTICA

Houve redução 33% nos investimentos para a infância

Em plena pandemia, apenas 2,6% dos valores destinados pelo governo federal à saúde da população infantil haviam sido usados até junho
Da Redação / Publicado em 19 de julho de 2021

Governo tira investimentos da infância

Foto: Marcello Casal/Arquivo/Agência Brasil

Foto: Marcello Casal/Arquivo/Agência Brasil

Conforme  Balanço Semestral do Orçamento da União o desinvestimento do governo Jair Bolsonaro no primeiro semestre de 2021 não ficou apenas na redução drástica de recursos no combate à pandemia. Conforme relatório do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), o governo retirou dinheiro dos programas voltados à infância .

No primeiro semestre de 2021, os recursos federais que deveriam ser aplicados em políticas para a infância apresentaram queda de 33% em relação ao período anterior. O governo Bolsonaro investiu menos R$ 54 milhões até agora.

Em plena pandemia, apenas 2,6% dos valores destinados à saúde da população infantil haviam sido usados até junho.

A falta de empenho atingiu até o programa Criança Feliz, amadrinhado pela primeira-dama Michelle Bolsonaro e criado na pasta do então ministro da Cidadania Osmar Terra. Apesar da repercussão em termos de propaganda em torno do programa, apenas 36,6% foram usados.

Comentários

Siga-nos