SAÚDE

Vacinação de adolescentes será mantida no RS

Estado já começou a vacinar jovens de 12 a 17 anos e rejeita decisão do Ministério da Saúde de restringir imunização aos portadores de comorbidades
Da Redação / Publicado em 17 de setembro de 2021

Foto: Cristine Rochol/PMPA

Vacinados na Unidade de Saúde São Carlos: Porto Alegre mantém imunização de todos os jovens com 15 anos ou mais, reforço em imunossuprimidos e reforço para idosos acima dos 70 anos

Foto: Cristine Rochol/PMPA

A Secretaria da Saúde (SES) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems/RS) divulgaram nota conjunta nesta sexta-feira, 17, informando que o Rio Grande do Sul irá manter a vacinação de toda a população com idades entre 12 e 17 anos, que já havia iniciado, e não irá acatar a determinação do Ministério da Saúde.

Na noite de quinta-feira, 16, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou a suspensão das vacinas para jovens sem comorbidades, informada em nota técnica da Secretaria de Enfrentamento à Covid-19. Queiroga afirmou que seguiu orientação do presidente Jair Bolsonaro, a pretexto de que estariam ocorrendo reações adversas à vacina em adolescentes, informação sem qualquer comprovação e rechaçada pela comunidade científica.

Garantia de doses

No documento a Secretaria da Saúde e o Conselho de Secretarias de Saúde do estado reforçam que começaram a vacinar os adolescentes sem comorbidades no estado no prazo inicialmente indicado pelo Ministério, 15 de setembro, e que têm interesse em continuar imunizando esse público, desde que garantidas as doses necessárias.

“Nossa intenção é seguir protegendo os adolescentes com a vacina, de forma simultânea com o avanço da dose de reforço dos idosos e completando 100% do público vacinável no Rio Grande do Sul, ou seja, todos os maiores de 18 anos”, explicou a secretária da Saúde, Arita Bergmann. “Começamos a vacinar os adolescentes na data indicada pelo ministério e queremos continuar, desde que tenhamos doses Pfizer disponíveis. Nosso desejo é que o Ministério da Saúde reveja a posição tomada”, expressou.

Em relação à segunda dose dos adolescentes que já foram imunizados com a D1, a SES/RS acrescenta que “todos têm direito a completar o esquema vacinal” e que “doses serão disponibilizadas no tempo oportuno”.

Porto Alegre

A capital gaúcha começou na quinta-feira, 16, a aplicação da primeira dose em todas as pessoas com 15 anos ou mais e a dose de reforço em imunossuprimidos com esquema vacinal completo há pelo menos 28 dias e manteve a vacinação dessa faixa etária nesta sexta, além dose de reforço em idosos com 70 anos ou mais. Adolescentes acima de 12 anos com comorbidades também seguem recebendo as doses. A imunização ocorre em 58 pontos – 19 farmácias e 36 unidades de saúde.

Comentários

Siga-nos