Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 212 | Ano 22 | ABR 2017
INTERVALO

Era uma vez, em uma galáxia distante…

Era uma vez, em uma galáxia distante...

Foto: João Eduardo Arnhold

Fantasia de Darth Vader, o vilão carismático de Star Wars, faz sucesso com adultos e crianças

Foto: João Eduardo Arnhold

E se ensinarmos astronomia para as crianças quando elas estão largando a mamadeira? Esse foi o convite que fez o professor de Física Cesar Eduardo Schmitt transformar seu interesse por astronomia em projeto social. O Astronomia para Crianças começou em 2006 e a proposta veio de seu ex-professor da Unisinos e colega, Renato Becker. Iniciaram juntos falando de sistema solar com teatro para crianças da educação infantil, na escola Santa Terezinha, de Campo Bom. Cesar, que nasceu e mora em Sapiranga, concilia o projeto voluntário com as aulas de Física para as engenharias na Universidade Feevale, em Novo Hamburgo.

Hoje, apenas com ele à frente do trabalho, depois do falecimento do professor Becker em 2009, o projeto segue crescendo. Em 2016, foram arrecadadas mais de 7 toneladas de alimentos, encaminhadas ao Banco de Alimentos de Novo Hamburgo, além de fraldas geriátricas para asilos. As palestras são gratuitas, pedindo apenas doações.

A grande mudança, no entanto, aconteceu em 2015, quando, após um período de pausa, Cesar decidiu retomar sozinho o trabalho inserindo um personagem. Desde então Darth Vader, da saga Guerra nas Estrelas, aparece ao final das palestras trazendo uma mensagem. O professor conta que Darth diz que viajou por muitas galáxias e que o planeta Terra é o mais bonito, porém muito frágil, por isso é preciso cuidar dele e de seus recursos naturais. A importância da economia da água para a sustentabilidade é um dos pontos abordados. “Escolhi o Darth Vader porque ele é aquele vilão amado e odiado, e faz muito sucesso com crianças e adultos. Sempre gostei muito da saga e comprei a roupa em São Paulo por indicação de um amigo. Chama muito atenção, pois até modulador de voz uso dentro da roupa para ficar mais fiel”, explica.

O sucesso das palestras e do personagem com o público faz com que não resistam a uma selfie com ele por onde passa. A popularidade já levou o professor para o programa Encontro, da Rede Globo, no ano passado, além de entrevistas para jornais do Rio Grande do Sul. Estimular o gosto de crianças e adolescentes por ciência é o grande objetivo. “Se a gente quer ter um país desenvolvido, temos que investir em tecnologia. E só vamos conseguir isso se tiver gente interessada em estudar tecnologia. Temos que trazer a criança para a ciência”, afirma o professor. E ele conta que isso de fato acontece: “Algumas crianças entram em contato comigo depois da palestra perguntando como faz para ser astronauta”, conta ele. Para saber mais do projeto e agendar palestras o contato pode ser feito pela página no Facebook.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS