EDUCAÇÃO

Educação Infantil: sindicatos seguem em negociação

O ponto principal do impasse é o reajuste salarial da categoria, além de questões como pagamento do 13º salário e itens das cláusulas sociais
Da Redação / Publicado em 19 de outubro de 2020

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Segue o impasse nas negociações entre Sindicato dos Professores (Sinpro/RS) e o Sindicreches (sindicato patronal) com vistas à renovação para 2020 da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos professores que atuam nas escolas de educação infantil exclusiva. Em julho, os docentes aprovaram a pauta de reivindicações, que agora é discutida pelos representantes dos sindicatos.

O ponto principal do impasse é o reajuste salarial da categoria, além de questões como pagamento do 13º salário e itens das cláusulas sociais da CCT. Visando garantir o direito dos professores, o Sinpro/RS negociou a extensão do prazo de validade da última Convenção, até que sejam concluídas as negociações.

“O Sinpro/RS tem buscado a valorização dos professores que atuam na educação infantil em todos os âmbitos. Esta é uma parcela muito importante da categoria e foi a mais atingida pelos efeitos econômicos da pandemia”, explica Margot Andras, diretora do Sindicato.

Ela explica ainda que o Sindicato tem atuado pontualmente em cada instituição na solução de dificuldades. Foram centenas de acordos firmados garantindo empregos e salários aos professores deste nível.

Comentários

Siga-nos