EDUCAÇÃO

Sinpro/RS disponibiliza o Canal Covid-19 com foco no ensino privado

O Canal Covid-19 reúne, de forma sintética, todas as orientações gerais de implementação dos protocolos de segurança pelas instituições de ensino
Da Redação / Publicado em 11 de junho de 2021

Foto: reprodução

Foto: reprodução

O Sindicato dos professores de Ensino Privado (Sinpro/RS) lançou no início de junho o Canal Covid-19. O serviço, disponível no site do Sindicato (www.sinprors.org.br), é acessível a todos os professores do ensino privado do estado e representa uma contribuição para a prevenção e a contenção da infecção da covid-19 nos ambientes escolares e acadêmicos.

O Canal Covid-19 reúne, de forma sintética, todas as orientações gerais de implementação dos protocolos de segurança pelas instituições de ensino, as orientações em relação aos espaços físicos e circulação social, além das medidas preventivas e as ações que devem ser realizadas em caso de suspeita ou confirmação da covid-19.

“Desde o início da pandemia, o Sinpro/RS defende, com ações nas esferas municipais, estadual e federal, além da judiciária, a vacinação dos professores e demais trabalhadores da educação de modo que as atividades presenciais fossem retomadas de forma mais segura”, relata a professora Cecília Farias, diretora do Sinpro/RS. “Porém, a vacinação somente começa a acontecer agora e ainda em um ritmo que não é ideal”.

Ela destaca que, considerando que não houve uma redução expressiva nos indicadores da pandemia e que as atividades letivas presenciais foram retomadas por imposição do governo do estado, o Sindicato tem se voltado, além de garantir a vacinação, também para a prevenção da saúde dos professores no trabalho presencial.

“As vacinas não têm 100% de eficácia, sem falar nas cepas que vão surgindo”, observa a professora. “É fundamental manter todos os protocolos de segurança”.

INFORMAÇÃO E DENÚNCIA – “Recebemos várias manifestações de professores inseguros quanto à forma correta de encaminhamento, por exemplo, em casos de suspeita de infecção ou mesmo quando a infecção foi confirmada”, relata Erlon Schüler, diretor do Sinpro/RS. “Também, há confusão em relação à aplicação regular das próprias medidas. Por isso, reunimos em um espaço só as principais informações”.

O Canal Covid-19 também conta com formulário específico para os professores e demais integrantes da comunidade escolar/acadêmica informarem o Sindicato os casos de descumprimentos dos protocolos. “Assim, podemos tomar as devidas providências”, explica.

Comentários