Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 025 | Ano 3 | Set 1998
ENSINO PRIVADO

Agraciados na primeira edição recebem o troféu no dia 14

Da redação

Está marcada para o dia 14 de outubro a entrega do troféu Pena Libertária aos cinco contemplados da primeira edição do Prêmio Educação RS. A cerimônia será às 20 horas, no Teatro do Ipe, em Porto Alegre. Receberão a peça, criada especialmente pelo escultor Gustavo Nakle para a premiação, a professora Edy Viñas Pereira, de Bagé, o Movimento de Alfabetização (Mova), da Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre, o Padre Elli Benincá, de Passo Fundo, o Projeto Integrar RS, da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT, e a Universidade de Santa Cruz (Unisc).

Com o objetivo de destacar projetos, instituições e profissionais do setor, o Prêmio Educação RS foi instituído pelo Sindicato dos Professores do Rio Grande do Sul (Sinpro/RS), no ano em que comemora seus 60 anos de fundação. O professor Celso Stefanoski, coordenador da Secretaria de Educação da entidade, diz que, com a iniciativa, o Sinpro/RS quer resgatar a valorização de pessoas e instituições que se empenham para inovar e desenvolver uma educação de qualidade.

Para tornar o evento um marco no calendário educacional gaúcho, a sistemática adotada para a premiação articula uma rede de personalidades e instituições de notório saber em todo o Estado. Nesta edição, participaram 45 indicações feitas por uma comissão formada por 62 integrantes (representantes das Faculdades de Educação, entidade e instituições ligadas à educação, autoridades e profissionais destacados no setor em todo o Rio Grande do Sul).

Os cinco laureados foram distinguidos pela comissão julgadora, formada pela doutora em Educação Marí Forster, o mestre em educação Danilo Gandin, o doutor em Psicologia Escolar Fernando Becker, o jornalista Ruy Carlos Ostermann, o professor Marcos Fuhr, membro do Conselho Estadual de Educação, a professora Lígia Kauer, presidente do Conselho Municipal de Educação de Porto Alegre, e Eunice Wolf, secretária de Formação da CUT/RS. “No caso dos projetos e instituições, tentamos valorizar a abrangência do trabalho e a inovação”, explica Danilo Gandin. “Já com relação aos profissionais, avaliamos a dedicação pelo magistério e a contribuição com idéias novas em relação à educação”.

Concebida para ser entregue anualmente no mês de outubro, às vésperas do Dia do Professor, o troféu Pena Libertária, que simboliza o Prêmio Educação RS, foi especialmente concebido pelo consagrado escultor Gustavo Nakle. Trata-se de uma estatueta de 25 centímetros, caracterizando uma pena que adquire a forma da figura humana num movimento de expansão. Nas palavras do artista: “a educação como um veículo de libertação”.

LANÇAMENTO – O Prêmio Educação RS foi lançado oficialmente no dia 22 de setembro, no Museu de Artes do Rio Grande do Sul (Margs). A cerimônia contou com a presença do vice-prefeito de Porto Alegre, José Fortunatti, o presidente da Associação Riograndense de Imprensa Ercy Pereira Torma, o presidente da Associação dos Docentes da Universidade do Rio Grande do Sul (Adurgs) Carlos Schmidt, a presidente da Associação dos Professores Aposentados das Escolas Particulares do Rio Grande do Sul (Apaepergs) Hermengarda Cavalheiro, entre outros. Na ocasião, foi apresentado o troféu Pena Libertária.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS