Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 096 | Ano 10 | Out 2005
ENSINO PRIVADO
EVENTO

Profissionais, instituições e projetos comprometidos com uma Educação de qualidade e voltados para a construção da cidadania serão agraciados com o Prêmio Educação 2005, realizado pelo Sinpro/RS. A premiação ocorrerá no dia 14 de outubro, em solenidade que marca a Semana do Professor, na sede estadual do Sinpro/RS – Leia box. Ao todo, 76 concorrentes foram indicados, sendo 24 projetos, 32 instituições e 20 profissionais.

As indicações foram avaliadas pela comissão julgadora composta por Maria Helena Gaidzinski, coordenadora da Ação Educativa do Santander Cultural; Antônio Carlos de Madalena Gens, coordenador de eventos da Livraria Cultura; Maria José Vasconcelos, editora de Ensino do Correio do Povo; Paulo Roberto de Souza Ramos, diretor do Sinpro/RS; Bartolo Perez, da Associação de Professores Aposentados; Maria Teresa Cauduro, Feevale e Unilasalle; Valéria Brisolara Salomon, da Unilasalle.

A diretora do Sinpro/RS, Cecília Farias, destacou a diversidade dos indicados. “Com tantos trabalhos qualificados renova-se nossa convicção de que os profissionais da Educação se desdobram diante das dificuldades.” Para ela, a sociedade deve aplaudir aqueles profissionais que, no seu cotidiano, se preocupam com a construção da cidadania. “Deve ter sido difícil para a Comissão Julgadora escolher somente um profissional, projeto e instituição”, explica.

Maria Helena Gaidzinski, integrante da comissão julgadora, destacou as propostas em fase de elaboração e que devem ser continuadas. “Na Educação é importante que os projetos não sejam estanques, possam ser perpetuados e aperfeiçoados para que se criem novas perspectivas”, aponta. “O Prêmio valoriza as iniciativas desses agentes e instituições”, define Antônio Carlos de Madalena Gens, que considera o Prêmio uma oportunidade para a sociedade se conscientizar e valorizar as instituições de ensino e os professores. “Apesar das dificuldades e do individualismo, há pessoas e instituições que fomentam iniciativas a partir de uma noção do coletivo e de uma visão abrangente e holística.” Para Maria Teresa Cauduro, “quanto maior a abran-gência do concorrente, quanto mais pessoas ele alcançar, mais se aproxima do objetivo do Prêmio, que é a melhoria da qualidade do ensino e do aprimoramento da cidadania”.

AGRACIADOS 2005

PROFISSIONAL – Sarita Amaro, 37 anos, de Santa Cruz do Sul. Doutora em Serviço Social, atua na Secretaria Estadual de Educação e é professora da Uergs. Já coordenou e desenvolveu cursos de graduação, pós-graduação e de extensão.

PROJETO – Programa de Inclusão Digital, do Centro de Ensino Médio Setrem, de Três de Maio. Busca a inclusão digital e social. Já formou 148 turmas: 1.697 alunos.

INSTITUIÇÃO – Associação de Recuperação do Menor, de Viamão. Resgata a cidadania de adolescentes e jovens na faixa etária de 10 a 17 anos por meio da Educação.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS