Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 041 | Ano 5 | Mai 2000
ENSINO PRIVADO
SINDICATO

Impasse nas negociações é avaliado pela categoria

Professores da rede privada realizarão Assembléia Geral no dia 20 de maio para tentar superar interrupção nas tratativas da Campanha Salarial 2000

Permanece o impasse após quatro rodadas de negociação entre o Sindicato dos Professores Particulares e o Sinepe. A proposta para acordo apresentada pelo o Sinpro/RS no último dia 3 de abril, que consistia no reajuste 10%, a manutenção das cláusulas da última Convenção Coletiva e a instituição de uma comissão paritária para discutir o pagamento a Hora-Atividade, foi rejeitada pela assembléia patronal do dia 19. Na ocasião os diretores das escolas também decidiram desautorizar a comissão do Sinepe a continuar negociando com os professores e funcionários.

Flagrante de Assembléia dos professores particulares: garantia das conquistas sociais

Foto:René Cabrales

Flagrante de Assembléia dos professores particulares: garantia das conquistas sociais

Foto:René Cabrales

Antes mesmo da decisão das escolas, o Sinpro/RS e os demais sindicatos envolvidos na Campanha Salarial 2000 procuraram a Comissão de Educação da Assembléia Legislativa para intermediar o debate entre representantes dos professores e funcionários com representantes das escolas. “Percebemos que estava se cristalizando o impasse, quando após a reunião do dia 3 de abril, o Sinepe marcou sua assembléia apenas para o dia 19, véspera do feriado da Páscoa, adiando em quase três semanas qualquer definição” justifica Marcos Fuhr, diretor do Sinpro/RS.

Foram realizados dois encontros com a Comissão de Educação. No primeiro o Sinepe não compareceu. Foi só na segunda reunião, realizada em caráter extraordinário no dia 26 de abril, com participação de todos interessados, é que surgiu uma nova possibilidade de entendimento. Na ocasião foi aventada pelo presidente do Sinepe, o professor Francisco Jardim, a possibilidade de uma nova assembléia dos diretores caso os professores e funcionários apresentassem um fato novo. Em declarações à imprensa logo após à reunião, o dirigente afirmou que somente a retirada das ações ajuizadas criariam uma situação favorável ao entendimento.

Reunião de Negociação com o SINEPE: impasse

Foto:René Cabrales

Reunião de Negociação com o SINEPE: impasse

Foto:René Cabrales

Reunida no dia 29 de abril, a direção estadual do sindicato dos professores reconheceu o quadro de impasse colocado nas negociações e decidiu encaminhar uma ampla discussão na categoria referente à situação vigente e às alternativas de superação do mesmo. A reunião também decidiu pela convocação de uma Assembléia Geral dos professores para o próximo dia 20 de maio para decidir sobre os rumos da Campanha salarial 2000. “Continuamos buscando uma solução negociada para a nossa pauta de reivindicações”, diz Amarildo Cenci. A assembléia acontecerá às 14 horas do dia 20 de maio, no Instituto de Educação, à Av. Osvaldo Aranha, 527, em Porto Alegre.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS