Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 057 | Ano 6 | Nov 2001
ENSINO PRIVADO
HORA-ATIVIDADE

Tema continua na pauta de debates do sindicato

Ponto de pauta da última Assembléia Geral e um dos pontos de luta do Sindicato, a questão da Hora-Atividade será debatida durante todo o mês de novembro em reuniões coordenadas pelas delegacias regionais do Sinpro/RS no interior do Estado e pela direção do Sindicato em Porto Alegre. A decisão foi tirada na própria Assembléia e aprovada por unanimidade. Nessas reuniões será discutida a pauta de reivindicações 2002, cujo enfoque principal será a reivindicação da Hora-Atividade. Os encontros servirão para a divulgação dos resultados obtidos nas reuniões da comissão do Sinpro/RS e Sinepe sobre a Hora-Atividade. Será informado aos professores o esgotamento da discussão sobre o mérito da reivindicação, uma vez que é consenso na comissão a existência e necessidade desse trabalho extra-classe.

“Além dos professores, também as direções valorizam o trabalho desenvolvido em casa pelo professor para que o seu encontro com os alunos aconteça dentro das melhores condições pedagógicas”, diz Cecília Bujes, diretora do Sinpro/RS. “Nos encontros com as direções das escolas em Porto Alegre e no interior do Estado, não encontramos nenhuma discordância em relação à importância do professor desempenhar esse trabalho. As direções, pelo cuidado que têm com as suas escolas, querem que, cada vez mais, os professores se dediquem à sua prática docente”, acrescenta.

Os diretores do Sinpro/RS, integrantes da comissão, solicitaram ao Sinepe a divulgação, para as escolas, das conclusões das reuniões realizadas na comissão que discutiu a Hora-Atividade em 2001. “Queremos que, com base no resultado das discussões da comissão, as escolas privadas do Estado incluam no seu planejamento financeiro a previsão de remuneração da Hora-Atividade.”

Além dos encontros promovidos pelo Sindicato na capital e no interior do Estado, está sendo encaminhado relatório aos professores informando sobre o saldo das reuniões havidas com o Sinepe e com as direções das escolas. Até o final deste segundo semestre, o Sindicato dará continuidade ao programa de visitas às direções de escolas, iniciado em setembro último. Aliado a isto, a Assembléia Geral realizada no último dia 20 de outubro, em Porto Alegre, ratificou a continuidade da campanha pela remuneração da Hora-Atividade e considerou de fundamental importância que a discussão do assunto aconteça no cotidiano da escola.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS