Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 110 | Ano 12 | Jan 2007
ENSINO PRIVADO
SINDICATO

O Sinpro/RS decidiu não homologar mais rescisões de contrato de professores do IPA e do Imec sem a integralização do respectivo Fundo de Garantia (FGTS). A medida foi motivada, segundo a direção do Sindicato, pela continuidade da prática das duas instituições de nãorecolhimento do FGTS dos demitidos. O fato foi denunciado pelo Sinpro/RS ao Ministério Público do Trabalho (MPT) em 2005. “O mesmo problema continuou ocorrendo em 2006, quando, durante o ano, 36 professores foram demitidos nas mesmas condições, o que levou o Sindicato a não homologar mais as rescisões”, explica Marcos Fuhr, diretor do Sinpro/RS. “Recentemente, aconteceram três reuniões no MPT com tentativas de mediação deste sem êxito até o presente momento.”

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS