Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 151 | Ano 17 | Mar 2011
ENSINO PRIVADO
NEGOCIAÇÕES COLETIVAS

Professores e técnicos administrativos do ensino privado promovem no próximo dia 12 de março, às 14h, ato estadual de lançamento da Campanha Salarial 2011, no Salão de Eventos São José, em Porto Alegre (Al
Primeira reunião entre Sinpro/RS e Sinepe/RS ocorreu no dia 1º de março

Foto: Igor Sperotto

Primeira reunião entre Sinpro/RS e Sinepe/RS ocorreu no dia 1º de março

Foto: Igor Sperotto

Durante este mês também acontecerão atos em Passo Fundo, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Pelotas, Lajeado, Santa Cruz e Bento Gonçalves. Ainda em Porto Alegre, no dia 20, professores vão ao Brique da Redenção distribuir materiais informativos para a comunidade.

No centro das reivindicações dos professores está o reajuste de 9% – índice composto pela inflação mais aumento real. Também são destaques da pauta a limitação de alunos por turma (confira www.limitedealunosporturma.com.br) e a realização de oficinas para preservação do aparelho fonador, doenças ergonômicas e relacionadas ao stress, entre outros.

Na primeira fase da campanha, em janeiro e fevereiro, os sindicatos dos professores e funcionários apresentaram à opinião pública, por meio de anúncios em rádios e distribuição de folhetos, as contradições entre os reajustes das anuidades escolares e dos professores. “As mensalidades aumentaram, em média, 34% acima da inflação na última década. Neste mesmo período, os salários dos professores, técnicos e administrativos aumentaram apenas 4%”, expõe Marcos Fuhr, diretor do Sinpro/ RS. “Investir em infraestrutura é importante, mas investir no professor é fundamental. E é isso que estamos destacando para a comunidade gaúcha”.

A segunda etapa da campanha chega às ruas em março por meio da mobilização da categoria.

NEGOCIAÇÕES – A primeira reunião com Sinepe/RS aconteceu no dia 1º de março, em Porto Alegre, quando foi definido o cronograma das rodadas de negociação – às terças-feiras.

A pauta de reivindicações foi elaborada em assembleia geral realizada em 21 cidades, entre 20 de outubro e 9 de novembro, com a mobilização de mais de 400 professores. “Uma das mais expressivas dos últimos dez anos em termos de público e participação”, destaca Cecília Farias, diretora do Sinpro/RS.

As reivindicações foram entregue ao Sinepe no final de novembro, dois meses após a apresentação da pauta preliminar, já com o pedido de aumento real dos salários e do levantamento que indica o crescimento sustentável da economia brasileira.

O site do Sinpro/RS (www.sinprors.org.br) traz informações atualizadas das negociações coletivas.

 

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS