SAÚDE

Butantan recebe insumos para a produção de vacinas

Carregamentos de 11 mil litros de IFA que chegam da China nesta quarta-feira e no dia 10 permitem a fabricação de 8,7 milhões de doses da CoronaVac
Por Gilson Camargo / Publicado em 3 de fevereiro de 2021
Importação do IFA deve acelerar fabricação da CoronaVac pelo Butantan

Foto:: Instituto Butantan/ Divulgação

Importação do IFA deve acelerar fabricação da CoronaVac pelo Butantan

Foto:: Instituto Butantan/ Divulgação

O Instituto Butantan deve receber nesta quarta-feira, 3, um lote de insumos procedentes da China para a fabricação de 8,6 milhões de doses da vacina CoronaVac, contra a convid-19. O avião, que é operado pela Latam Cargo, com previsão de chegada no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), às 23h30, transporta 5,4 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), produto necessário para a fabricação da vacina.

A rota da aeronave que partiu da China pode ser acompanhada em tempo real pelo Portal do Governo de São PauloEsse é o primeiro lote de insumos que o Butantan recebe neste ano. De acordo com o diretor do instituto, Dimas Covas, as vacinas produzidas com o lote de matéria-prima que chegarão hoje começarão a ser entregues ao Ministério da Saúde no próximo dia 25.

Segundo nota do governo do estado de São Paulo, outra carga com 5,6 mil litros de IFA deverá chegar ao Brasil até o próximo dia 10 de fevereiro, o que possibilitará a produção de mais 8,7 milhões de doses em São Paulo.

Produção de 600 mil doses diárias

Segundo Dimas, cronograma prevê produção de 46 milhões de doses até o final de abril e 100 milhões até julho/agosto

Foto: Governo SP/ Divulgação

Segundo Dimas, cronograma prevê produção de 46 milhões de doses até o final de abril e 100 milhões até julho/agosto

Foto: Governo SP/ Divulgação

Somadas, as cargas permitirão a fabricação de 17,3 milhões de doses da vacina, que começarão a ser entregues ao Ministério da Saúde a partir do final deste mês. A previsão do instituto é que a produção de vacinas contra a covid-19 alcance até 600 mil doses diárias com as duas novas remessas de matéria-prima.

Em janeiro, o Butantan entregou 8,7 milhões de vacinas ao Ministério da Saúde. Foram 6 milhões de doses no dia 17, outras 900 mil no dia 22 e mais 1,8 milhão no dia 29, em cumprimento ao contrato que incluiu o imunizante no Plano Nacional de Imunizações.

A previsão do Butantan é que a produção local de vacinas contra a covid-19 alcance até 600 mil doses diárias com as duas novas remessas de matéria-prima. São 46 milhões de doses previstas até o final de abril e um adicional de 54 milhões de vacinas com prazo a definir, e 100 milhões de doses até o final de julho e início de agosto.

Comentários

Siga-nos