Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 223 | Ano 23 | MAI 2018
ENSINO PRIVADO

Organizado por tema e por nível de ensino, mais moderno e funcional, desenvolvido de acordo com as novas tendências de usabilidade na internet e com foco nas necessidades dos professores. Assim é o novo portal do Sindicato dos Professores (Sinpro/RS) que será lançado neste mês, por ocasião das comemorações dos seus 80 anos de fundação.

A proposta foi criada pela empresa Queen Mob, a partir das demandas do Sindicato e dos Professores, enviadas em consulta realizada pelo Sinpro/RS no primeiro semestre de 2017. A execução do projeto foi realizada pela equipe de Tecnologia de Informação da CWI e pelo departamento de Comunicação do Sindicato.

“O novo portal rompe completamente com a arquitetura do site anterior. Além da organização do conteúdo – tanto por serviço quanto informação, a melhoria favorece o acesso por dispositivos móveis”, explica a jornalista Valéria Ochôa, coordenadora de Comunicação Social do Sinpro/RS. “Os professores acessam diariamente o site, seja por computador, tablet ou celular, e precisam encontrar rapidamente o serviço ou informação que procuram”. Em média, são 80 mil acessos mês.

A modernização do portal traz melhorias no acesso ao conteúdo e nos serviços exclusivos oferecidos aos usuários, como Ranking Salarial, Calcule seu Salário, além de simulação dos valores dos planos de saúde médico e odontológico (Unimed e Uniodonto), também acessíveis pelo aplicativo do Sinpro/RS, que já contabiliza mais de 4 mil usuários por mês.

O conteúdo das Convenções Coletivas de Trabalho (Sinepe/RS, Sindepars, Sindicreches e Sindiomas) e dos Acordos Coletivos (Uergs e Fundação Liberato) pode ser acessado por palavra-chave e assunto, além dos documentos estarem disponíveis na íntegra para download. Os professores também terão acesso rápido a um guia de perguntas e respostas sobre salário e direitos. Poderão, ainda, entrar em contato com o Sindicato diretamente pela página. Pelo sistema de geolocalização, se acessado por um dispositivo móvel, encontrarão rapidamente a regional, as empresas conveniadas e os advogados credenciados mais próximos.

“O Hotel Casa do Professor ganhou um espaço exclusivo, com possibilidade de realizar reservas on-line. O guia de convênios Sinpro/RS Vantagem ganhou um visual moderno, com destaques para promoções e facilidade na pesquisa”, diz Flávio Henn, diretor do Sinpro/RS.

IPA

Salários pagos depois de oito dias de greve

Foto: César Fraga

Foto: César Fraga

Os professores do Centro Universitário Metodista (IPA), de Porto Alegre, suspenderam no dia 3 de maio a greve iniciada em 25 de abril. A decisão, tomada em Assembleia, ocorreu em função do pagamento dos salários de março. Os professores encaminharam um documento à Reitoria do IPA, ao bispo da Igreja Metodista e à direção da Rede Metodista de Educação, em São Paulo, anunciando o retorno às aulas e informaram o agendamento de nova Assembleia para o dia 11 de maio, para a avaliação da efetivação do pagamento do salário de abril. Reiteraram ainda, a necessidade da Reitoria e da Gestão da Rede Metodista garantirem a regularidade dos próximos vencimentos e pagamento das multas.

Também foi reiterada a reivindicação do resgate da autonomia administrativa, acadêmica e financeira do IPA, compromisso com uma gestão profissional, transparente, com competência administrativa e acadêmica. No mesmo comunicado, os docentes se comprometeram a recuperar as aulas correspondentes aos dias paralisados, requerendo o não desconto dos dias parados nos salários de abril.

No dia anterior à decisão de encerramento da greve, em audiência realizada no Ministério Público do Trabalho (MPT) com a presença do Sindicato dos Professores (Sinpro/RS), os representantes da Rede Metodista informaram a existência de um bloqueio judicial das contas do IPA, determinado pela Justiça Federal, decorrente de débitos de FGTS. A ação fiscal movida pela União, segundo os gestores da instituição, seria um impeditivo para o pagamento dos salários pendentes. A intervenção do Sinpro/RS na condição de terceiro interessado viabilizou a liberação do bloqueio em nome da prioridade dos créditos salariais.

NOTAS

EDUCAÇÃO INFANTIL – Em assembleia realizada de 23 a 27 de abril, os professores que atuam em estabelecimentos privados exclusivamente de educação infantil em Porto Alegre definiram a pauta para negociação com vistas à Convenção Coletiva de Trabalho 2018 com o Sindicreches (sindicato patronal).

Dentre as reivindicações, reajuste salarial 5%, plano básico de saúde, assessoria aos professores cujas turmas têm estudantes com deficiência e pagamento da integralidade das horas destinadas a passeios, festividades e acantonamento. No encontro, os professores também aprovaram o percentual de desconto da Contribuição Assistencial/Taxa Negocial.

IDIOMAS – Entre os dias 17 e 20 de abril, os professores das escolas de idiomas realizaram assembleia geral regionalizada e definiram a pauta de reivindicações com vistas à negociação coletiva entre o Sinpro/RS e Sindiomas (sindicato patronal) para 2018. A categoria reivindica reajuste salarial, garantia de contratação direta dos professores pelas instituições de ensino e manutenção das demais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) vigente. A data-base dos professores de idiomas é 1º de abril.

SAÚDE – Já está disponível aos professores a plataforma Somos Move, um portal de internet com informações, serviços e a programação de atividades voltadas para hábitos e rotinas saudáveis. “O espaço traz informação, aplicação de conceitos, educação, cursos, atividades físicas, alimentação saudável, cuidados com a voz, entre outros temas”, explica Denise Piltcher, diretora da Pace Consultoria Esportiva, parceira do Sinpro/RS. A plataforma foi lançada no dia 20 de abril pelo Sinpro/RS. Sani Cardon, diretor do Sindicato, explica que a proposta surgiu da necessidade de implementar políticas de amplo acesso, que possam dar conta das necessidades dos professores por hábitos mais saudáveis”.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS